Canudo pra matar a sede

maio 29, 2007

O Lifestraw é um purificador portátil de água na forma de um canudinho, para usá-lo basta encontrar água e sugá-la como um canudo normal desses que você encontra por aí. Pelo valor de 3 dólares, a engenhoca pode transformar até 700 litros de água salgada em água doce. O canudinho tem ganho todos os prêmios dos orgãos de inovação na Europa e é chamado de “a invenção do século”.

Confira mais sobre o Lifestraw.

Anúncios

Não faça panfletagem com o seu currículo

maio 29, 2007

dfdff.gifpor Laura Vidmontas/ HSBC – RH Sourcing

“Panfletar” o currículo ou inscrição para processos de recrutamento é a forma que mais distancia os profissionais das boas oportunidades.

É exatamente o mesmo que atirar para todos os lados: dificilmente se acerta o alvo pretendido, salvo pelo acaso. Quem busca uma colocação ou uma recolocação na empresa em que trabalha ou mesmo no mercado, deve ter uma palavra em mente: OBJETIVO.

A primeira coisa a deixar clara no currículo ou ficha de inscrição, é o que se pretende alcançar, ou seja, o cargo ou a área que se deseja assumir. Esse detalhe tão importante é muitas vezes ignorado pelos profissionais quando não o sabem ou põem-se a enviar seus dados para toda e qualquer oportunidade disponível, apenas com o intuito de mudar ou sair de onde estão.

É comum às consultorias especializadas e às áreas de recursos humanos receberem centenas de materiais de profissionais, muitos dos quais os obrigam a lê-los inteiro para descobrir apenas o que a pessoa quer realmente fazer e ainda assim isso muitas vezes não é possível. Panfletagem é a melhor maneira de se autoboicotar e arriscar-se a deixar de conquistar grandes oportunidades.

Refletir a respeito das vagas sobre as quais toma conhecimento é uma etapa fundamental antes de submeter seu currículo ou ficha de inscrição para análise. Perguntas como “quais são minhas motivações neste momento?”; “estou mesmo preparado para esta posição?”; “este trabalho parece interessante e adequado aos meus objetivos de carreira?” são essenciais para concluir se este é o momento e a oportunidade ideais para buscar e encontrar uma nova colocação.

Gente sem foco na vida aceita qualquer coisa, deixa-se levar pelos acontecimentos em vez de delimitar o seu campo de ação. Procurar qualquer coisa para fazer é o melhor meio de não encontrar nada. Descubra aquilo que você sabe fazer de melhor e vá em busca de uma oportunidade onde isso possa ser um diferencial.

Lembre-se: não desperdice seu tempo, ele é muito valioso e deve ser utilizado em favor de sua carreira.


Você sabe tudo sobre o seu cliente? Leve a sério as 66 do Mackay!

maio 28, 2007

Harvey Mackay, empreendedor e autor de importantes livros para o mundo empresarial elaborou uma lista de 66 perguntas que você deveria ser capaz de responder à respeito de seus clientes, incluíndo coisas como o aniversário dos filhos, interesses fora do trabalho e principalmente quais são os problemas de qualquer natureza que o seu cliente tá louco por resolver.

20031103_greer_series_mackay.jpg Numa era onde o seu concorrente pode oferecer absolutamente tudo que você pode oferecer, não adianta pensar em se diferenciar através de coisas como preço, prazo ou qualidade. O que vai fazer a diferença é você ter o máximo de informação sobre o seu cliente pra oferecer conveniência.

Clique aqui e confira, em inglês, as 66 do Mackay

“Um sonho é apenas um sonho. Um sonho com plano e prazo determinado é uma meta”. Harvey Mackay


O relógio humano

maio 28, 2007

slide1.jpg

O site www.humanclock.com é mais uma daquelas coisas engraçadas e originais que você encontra na web. Basta clicar no link VIEW THE CLOCK para ver a hora exata em fotos bastante irreverentes atualizadas minuto a minuto. Você não vai mais querer saber de olhar pro relógio do PC quando estiver na web.

A foto aí em cima foi na hora exata em que eu estava postando no blog: 12:35.


Pergunta da semana

maio 28, 2007

Você contrataria o seu chefe para trabalhar pra você?


Não desperdice um almoço

maio 27, 2007

img_promo_prato_home.jpg

De segunda à sexta-feira, ao longo de um ano, você irá almoçar por volta de 265 vezes. É importante que você não desperdice um almoço comendo sozinho. Um almoço é uma ótima oportunidade para iniciar ou melhorar um relacionamento com alguém.


Revisando algumas práticas na hora de assessorar as microempresas

maio 26, 2007

ideia.jpg Eu sempre persegui oportunidades que me fizessem entender o que é passar por determinadas situações na microempresa. De saco cheio só com a teoria que a universidade me dava eu não me furtava de, em diversas situações, desenvolver alguns trabalhos quase de graça aos fins de semana só pra ver a coisa acontecendo na prática.

Em dezembro de 2005 eu tive a oportunidade de prestar seis meses de serviços de assessoria organizacional na reestruturação de uma escola de informática. O desafio era legal: pular fora de uma rede franqueada já estabelecida e que oferecia um péssimo suporte e divulgar e fazer prosperar uma marca nova com um portfólio maior de cursos.

Pra chegar lá e apresentar o que eu achava que devia ser feito eu fiz plano, cronograma, criei etapas pra se atingir a meta, estabeleci tarefas e dei treinamentos. E quando a assessoria acaba tem uma coisa que eu faço sempre: tentar entender os pontos onde eu falhei. Eu reflito sobre isso, faço anotações e leio à respeito. É fundamental pra mim entender Eduardo Tavares, eu tenho o maior prazer do mundo em estudar os meus erros.

Confira o que na minha opinião, você também deve observar na hora de fazer os próximos trabalhos de assessoria pra microempresas:

1) Estude com afinco o segmento, a concorrência direta, a concorrência indireta e principalmente os oponentes de nível mais elevado que a empresa;

2)  Elabore da forma mais específica possível, um plano de marketing e serviços bem estruturado;

3) Faça um estudo sobre as opções de merchandising, acompanhado de cotações com fornecedores, outras alternativas e opiniões do público;

4) Projete o futuro da empresa sempre;

5) Crie etapas intuitivas no início do treinamento dado aos funcionários e depois,  converta-as em operacionais dentro de um modelo mais objetivo e orientado para resultados;

6) Exerça a sua autoridade comunicando ao pessoal de cima que se eles não comprarem a idéia e seguirem as determinações, o projeto todo está comprometido e todo mundo tá ali, na verdade, perdendo tempo.

7) Identifique os funcionários que são “bolas-de-ferro-no-pé-da-empresa” e sugira a demissão deles. É a maior furada tentar consertar uma peça que já deu o que tinha que dar. 

8 ) Pense em lay-out;

9) Pense em cultura da empresa;

10) Determine antes do início do projeto a sua dedicação, valores e forma de pagamento. Só comece com isso tudo definido.

São alguns pontos que na minha opinião você deve observar.