O bom jeitinho brasileiro

Sai de cena a malandragem, entra em cena a garra. Sai de cena a corrupção e a preguiça, entra em cena a vontade de trabalhar e o desejo de fazer as coisas melhores. Eles tão dando um jeito no jeitinho!

 

É impossível não falar de cultura brasileira sem falar do “jeitinho”. Não dá pra excluir esse “jogo de cintura” toda vez que você quiser falar de coisas  que são típicas da terra que Pedro Álvares Cabral descobriu. 

 

Você tá acostumado a ouvir todo mundo falando do jeitinho despudorado, ilegal, imoral, que quebra as regras e que segura o Brasil no atraso. Eu não tô falando do jeitinho Renan Calheiros, Fernando Collor, Severino Cavalcanti e Inocêncio Oliveira de fazer as coisas. Eu tô falando do jeitinho Maria, Carlos, José, Lourdes, Amaro de fazer as coisas acontecerem.

 

Eu tô falando do jeitinho dos anônimos, o jeitinho que tá no DNA do brasileiro garantindo essa flexibilidade conhecida de fazer mais com menos,  de se adaptar facilmente às situações e de driblar o determinante pra chegar no possibilitante”. O jeitinho que os manuais globalizantes do mundo profissional dizem que você tem que ter pra ser flexível, facilmente adaptável e pronto pra desafiar o mundo todo dia.

 

Eu convido a você a conhecer um programa fascinante sobre o jeitinho. O Bom jeitinho brasileiro que tá passando no Canal Futura.

 

O Bom jeitinho brasileiro é uma minissérie com diversos episódios que contam a história de brasileiros comuns, anônimos que usam o jeitinho pra deixar a vida desse país mais colorida, mais bonita e mais inspiradora. É a história de gente que precisa sobreviver e pra isso contagia quem também tá na batalha diária correndo atrás de fazer as coisas darem certo todo dia. 

 

Todas às quartas-feiras, no horário das 22h e 30 você vai se emocionar com as histórias de gente que merecia ter nome de praça, colégio público, ponte, rodovia e estádio de futebol, mas mesmo não tendo nada disso são os anônimos mais ilustres do Brasil.

 

A esperança do Brasil tá na mão de anônimos que todo dia nos dão uma aula do que é vencer sem precisar dar propina, conquistar coisas sem vencer licitação viciada e ganhar a vida trabalhando duro sem salário de marajá incapaz de dar algo em troca em prol da vida das pessoas.

 

Eu acredito que pela força do exemplo de algumas poucas pessoas, o outro jeitinho vai morrendo aos poucos. O jeitinho que quebra as regras certas e é imoral vai acabar. O jeitinho que bota todo mundo pra trás vai ser escurraçado do país.

 

Quem vai fazer disso aqui o melhor país do mundo pra se viver é gente comum como eu e você. E a gente vai fazer tudo isso sem o mau jeitinho. 

 

Confira no canal Futura toda quarta-feira, às 22h30, a série O Bom jeitinho brasileiro.

 

Peça Demissão e vá trabalhar!

9 respostas para O bom jeitinho brasileiro

  1. Geraldo Filho disse:

    Falo tudo …. temos que ter disciplina …. se nao tiver n vamos a lugar nenhum . Parabens pelo blog e pelo artigo !!!!

  2. Acompanho o programa um bom jeitinho brasileiro e acho super interesante. Queri se possivel me comunicar com a Solange da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, por favor quem tiver o seu contato me informe, pois ficarei bastante agradecida
    meu E-mail é lucyaoliveira@bol.com.br.

  3. (parentesis) disse:

    A reinvenção do “jeitinho”.

    Funcionários estavam roubando dinheiro com os (já populares) Cartões Corporativos. Tudo bem, nós abrimos uma CPI.
    Lembra do mensalão? Pois é … sabe qual foi o resultado? Pois é… Sabe o que foi feito? Uma CPI.
    Agora a Colômbia invadi…

  4. Lara disse:

    Eduardo, li seu comentário sobre o bom jeitinho e desde então estou tentando falar com vc. Tentei te adicionar no msn mas não consegui. Se puder, por favor me responda, adorei o comentário. Sou diretora de produção da série e aguardo seu contato. Grata desde já, Lara Guaranys

    • Bruno Baêta disse:

      Lara, qual o episódio daquele cidadão que virou catador de lixo e criou aquele projeto arterágua? Consigo em algum site a história dele?

      agradeço!

      • fabio disse:

        ola bruno eu acabei de ler o seu comentario sobre o cidadão que criou o projeto arterágua, se voce ja conseguiu localizar a historia dele sera que voce poderia me passar o site, eu vi o final da reportagem e achei muito interessante, obrigado.

  5. CÍCERO AMORINI disse:

    ALTÔNIA lugar onde se vive feliz…
    O futuro é aqui mesmo em Altônia, pois neste município até cego consegue carteira de motorista.
    Cada um consegue votos nas eleições pelo trabalho prestado a população, os derrotados tem que fazer críticas, pois não tem nada para apresentar a população, nada foi feito a favor do povo!
    Se a Vereadora Santa Margarida Lopes Rossano (PP), conseguiu se eleger com uma margem expressiva de votos foi graças ao trabalho brilhante desenvolvido pelo seu querido esposo, o Sr. Odenilson João Rossano (filiado ao PMDB), Chefe da CIRETRAN de Altônia, que facilitou de diversas formas para que muita gente que realmente tinham dificuldades para fazer os exames fossem aprovados, pessoas que tinham um pouco de deficiência visual, alguns quase cegos, conseguissem o referido documento para poder dirigir, mas como iriam conseguir a Carteira de Habilitação, se não fosse a mãozinha amiga desta pessoa humana que é o Denílson Rossano, este trabalho beneficente envolvia também uma Auto Escola que quando percebia estas dificuldades encaminhava estas pessoas com problemas ao chefe da CIRETRAN, para que desse um jeitinho, às vezes custava apenas R$300,00 e estava tudo resolvido, uma vista grossa aqui, um jeitinho ali e estava tudo resolvido, muitas vezes só o compromisso de votar na esposa dele, a Vereadora Margarida Lopes Rossano já estava tudo certo!
    E tudo se dá um jeitinho, quando se precisa, o Denilson dá um jeitinho dele mesmo aplicar as provas teóricas, psicotécnico e práticas de volante nas ruas, é uma moleza para os interessados, e o exame de vista tem vez que ele mesmo é quem faz e o médico só assina depois (é o jeitinho de fazer vista grossa) e no final dá tudo certo e se consegue a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), que em outros lugares é tão difícil de conseguir pela burocracia da lei.
    Quem não sabe disso em Altônia, por isso foi muito merecido a retribuição de votos destinados a Vereadora Margarida Rossano, que além das Carteiras de Motoristas que ela consegue com o marido, também ajuda o povo de outras formas, pois ela consegue remédios, consultas, cestas básicas, materiais de construção, passagens e gasolina para o povo que precisa, não é só em época de eleições que ela ajuda quem a procura, apesar de que no tempo de campanha eleitoral tem muito mais gente para atender, e precisa estar no pé do Prefeito para conseguir o que precisa para resolver estes favorzinhos, é muito trabalho, o que vale a pena, depois vêm à retribuição pela generosidade. E todo este trabalho não pesa para ninguém, pois a prefeitura tem tudo disponível para isto, o que custa para os vereadores ajudarem o povo!
    Ganhou-se as eleições é porque mereceu a confiança do nosso povo!
    Ela pode até não fazer projetos na Câmara Municipal, pode até não fazer nada lá dentro daquela casa de lei, ser chamada de vereadora muda, mais com certeza trabalha muito pelo povo!
    O Denilson Rossano tem pessoa mais popular em Altônia, toma todas com os amigos, esta sempre presente nos bares mais freqüentados pela galera de nossa cidade, merece até ser prefeito de Altônia.
    Este trabalho e toda esta dedicação ao povo é estratégia fundamental para ganhar as eleições em Altônia.
    Políticos sérios tirem ela como exemplo… se querem chegar a algum lugar!

  6. leila disse:

    Gostaria de rever programa sobre familia que vive em sitio sustentavel na Serra da Bocaina.

    ALguém ai sabe quando será a reapresentação?

    Agradeço pela informação.

    Leila

  7. jose ruiz disse:

    Por causa dessa pubricaçao que minha mulher já reprovou três vezes na prova de carro e uma na prova demoto que é um meio de vida cada VÊZ QUE REFPROVA SAO CEM REAIS QUE EU TENHO QUE PAGAR se voçe ficasse quieto ela já tinha passado e eu não precisaria estar pagando cem reais cada vez que ela reprova eu sei que em todas as cidade é do mesmo jeito não precisa voçe dizer que é só em altonia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: