As 16 tendências do consumidor moderno

Fonte: POPCORN, Faith. The Popcorn Report, 1992

 

  1. Retorno às origens: a tendência de utilizar práticas antigas como âncoras ou suporte para os estilos de vida modernos;
  2. Viver: o desejo de viver mais e desfrutar mais a vida;
  3. Mudança de vida: o desejo de seguir um estilo de vida mais simples e menos agitado;
  4. Formação de clãs: a crescente necessidade de se associar e pertencer a grupos para enfrentar um mundo mais caótico;
  5. Encasulamento: o impulso de proteção quando o que acontece lá fora é muito difícil e assustador;
  6. Volta ao passado: a tendência de as pessoas agirem e se sentirem como se fossem mais jovens que sua idade cronológica;
  7. Egonomia: o desejo de oferecer a si mesmo posses e experiências;
  8. Aventura da fantasia: a necessidade de encontrar válvulas de escapes emocionais para compensar as rotinas diárias;
  9. FemininaMente: o reconhecimento de que homens e mulheres agem e pensam de maneira diferente;
  10. Queda de ícones: a idéia de que ’se é grande, é ruim’;
  11. Emancipação: a emancipação dos homens de seus papéis masculinos estereotipados;
  12. 99 vidas: a tentativa de aliviar as pressões do tempo fazendo muitas coisas de uma vez só;
  13. Revanche do prazer: busca clara e ‘assumida’ do prazer, em oposição ao autocontrole e à privação;
  14. S.O.S (Salve O Social): o desejo de tornar a sociedade mais responsável com relação à educação, à ética e ao meio ambiente;
  15. Pequenas indulgências: uma inclinação para se satisfazer com pequenos exageros, a fim de obter um estímulo emocional ocasional;
  16. Consumidor vigilante: a intolerância para com produtos de baixa qualidade e serviços inadequados.

Faltou alguma coisa na lista? Você concorda com todas?

Uma resposta para As 16 tendências do consumidor moderno

  1. Atila Alexandre disse:

    Femeninamente pode ser considerado a tendencia de que as mulheres teriam um dia, hoje, o mesmo poder e influencia dos homens, não?

    E em relação às Pequenas Indulgências, elas não poderiam ser coisas caras, na visão do comprador, mas que estivessem substituindo algo mais caro que ele(a) não pode adquirir por sua classe social? Por exemplo, não tenho dinheiro para ir à Europa, tudo bem, vou para o Chile no ano que vem, é mais barato mas continua sendo uma viagem internacional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: