Algo a mais que happy hour

Tô aqui com aquele risinho no canto da boca depois de ter lido uma notícia da Reuters no Yahoo à respeito dos happy hours pós expediente.

Volta e meia eu também tô nessa de sair com a turma do escritório pra “tomar unas copas” num barzinho perto do escritório (o Guaka da General Polidoro na Várzea costuma ser escolhido às sextas-feiras) e já saquei que se você quer ficar por dentro daquilo que ninguém fala pra você no horário das 8 às 17, um happy hour é o lugar certo pra ficar bem informado.

A pesquisa feita pelos americanos diz que muita gente participa obrigado (pra tentar se entrosar) e que 85% das pessoas não creditam uma promoção ou a aproximação com alguém estratégico como resultado da frequência em happy hours.

Eu acredito na mesma coisa, mas eu não desprezo as informações que acabam rolando… afinal, tem um ditado por aqui que diz que “quando a cerveja entra, a verdade sai” e essa parece ser uma boa ocasião pra conhecer as percepções das pessoas à respeito de outros colegas, informações que você não sabia à respeito da empresa ou de algumas práticas do seu chefe… enfim, você sempre acaba usando isso pra alguma coisa.

Se você pretende entender como um grupo funciona, esse tipo de conversa informal é uma mão na roda pra você entender anseios e reclamações das pessoas com quem você trabalha. Ouvidos atentos, portanto, no próximo happy hour.

Quanto à pesquisa da Harris Interactive, eu destaquei os seguintes números:

* A maioria vai beber pra estreitar a relação com os amigos, mas o mais comum é que elas bebam demais, beijem alguém, contem segredos da empresa e falem mal dos colegas de trabalho;

* Um em cada cinco trabalhadores costumam frequentar happy hours dos colegas da empresa, sendo a assiduidade mais comum o da galera entre 25 e 34 anos. Os menos assíduos costumam ter mais de 55 anos;

* 16% afirmaram falar mal de colegas de trabalho depois do drinque, 10% contaram um segredo sobre um colega e 8% afirmaram ter cometido gafes após terem bebido demais.

Se vocês quiserem ler a reportagem na íntegra é só clicar aqui.

.

.

Um brinde ao próximo HH!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: